Nossa história


O Seminário Teológico Nazareno do Brasil (STNB) é uma Instituição de Educação Teológica da Igreja do Nazareno cuja missão consiste em formar ministerialmente a todos aqueles que foram vocacionados por Deus para servi-lo no contexto da missão da Igreja, e está integrado ao Conselho Diretivo do STNB cujo fundamento se baseia plenamente nos princípios da Bíblia e no Manual da Igreja do Nazareno. Ao mesmo tempo é uma Instituição associada e devidamente credenciada perante o IBOE, instância superior de Educação da Igreja do Nazareno Global.

O STNB foi fundado pelo Missionário Dr. Earl Mosteller no dia 2 de fevereiro de 1962. A princípio funcionava no mesmo prédio onde se situava a Igreja do Nazareno Central, na Av. Francisco Glicério. O Seminário era no segundo andar e contava com uma sala de aula, uma capela para cultos e um espaço destinado a biblioteca. Alguns dos primeiros seminaristas chegaram a residir nas dependências da Igreja. O Dr. Mosteller foi o primeiro Reitor da Instituição.





Os primeiros professores foram os próprios missionários norte-americanos como o Dr. Mosteller e sua esposa Gladys, Robert e Frances Collins; Charles e Roma Gates; William Denton; Roger Maze. Além deles, Joaquim Antônio Lima, cabo verdeano que tinha vindo da Argentina com a sua família para auxiliar na consolidação da Igreja do Nazareno no Brasil, também foi um dos professores pioneiros e de fala portuguesa. Com ele, o Dr. Ulisses Peruch, Jaime e Carolina Kratz também lecionaram. Havia ainda membros da Igreja do Nazareno Central como o Dr. Amphilofio Mello e o Dr. Ernesto Alves Filho que compunham o quadro de professores.

Inicialmente, o material didático era encomendado de Cabo Verde pelo Dr. Mosteller porque lá havia uma gráfica, a qual ele mesmo tinha montado antes de vir para o Brasil. Dessa forma, ele continuou a usar essa gráfica para abastecer os novos seminaristas como apostilas e livros, especialmente com material cuja ênfase estava relacionada a Doutrina de Santidade.

A primeira graduação aconteceu em 1966. Desta turma surgiram os primeiros pastores e líderes nacionais, tais como Felício Onofre de Mario, Hugo Souza Costa, Jose Zito Oliveira, Lázaro Aguiar Valvassoura, Cícero Vassao, Dilo Palhares, Felicio Metitier, Abner Maia, Paulo Carra Lima, Carlos Metitier, Anselmo Duarte, José Jacoe, Osorio Almeida e Josué Dornelles. Nessa mesma época, havia também uma turma do Seminário em Belo Horizonte que recebia o material via correspondência. Embora a experiência de descentralização tenha começado nessa década, só foi formalizada em 1991.





Nos anos 70, o Brasil passou a ser um Distrito. Novas igrejas foram implantadas fora da região de Campinas, como em Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo. Naturalmente a demanda em formar novos líderes cresceu e diante disso, a Igreja do Nazareno Internacional, através de sua secretaria de Missões resolveu investir no crescimento. Então foi comprada uma propriedade exclusiva para a criação de um campus de Seminário com internato na Estrada da Rhodia, Km 15 – Campinas. Naquela ocasião, a Junta de Missões Mundiais nomeou como Reitor do Seminário neste novo local, o missionário Dr. Elton Wood. Até então, ele tinha sido missionário em Cabo Verde ocupando-se exatamente em levantar e dirigir o Seminário Cabo verdeano por vários anos.

Após o Dr. Mosteller, vieram outros líderes para conduzir esta Instituição teológica debaixo da mesma missão e filosofia ministerial, de entre eles, o Rev. William Denton, o Rev. Joaquim Lima, o Dr. Charles Gates, o Rev. Jaime Krtaz e o Dr. Floyd Perkins.

O Dr. Wood dirigiu Seminário Teológico de 1976 a 1990, período no qual várias turmas foram formadas. A partir de 1991 quem assumiu a reitoria foi o Dr. Collins. Foram anos de grande crescimento e expansão da Igreja do Nazareno no Brasil, o que se refletiu no Seminário. Muitos jovens chegaram nesta época. Enquanto isso, as extensões cresciam em todo o país, porque devido à distância, nem todos os candidatos podiam chegar até o Campus de Campinas.



Em 1994 pela primeira vez o Seminário passou a ser dirigido por um brasileiro, o Rev. Luciano Duarte. Ele foi o Reitor durante onze anos. Já entre 2005 e 2011 o responsável pela liderança do STNB foi o Dr. Geraldo Nunes Filho. De 2011 a 2016, o Rev. Ramón Costa esteve à frente da administração da Instituição. Em 2016, novamente o Dr. Geraldo Nunes Filho foi incumbido de assumir a reitoria. E em 2019 foi nomeado Reitor do STNB, o Rev Natanael Cardoso.

Como toda trajetória histórica que experimenta certas mudanças, o nome da Instituição Teológica também teve uma alteração. Inicialmente era Seminário e Instituto Bíblico da Igreja do Nazareno (SIBIN) e em 1991 mudou para STNB (Seminário Teológico Nazareno do Brasil), mas, para além de certas mudanças, a atual diretoria do STNB se empenha em preservar a missão que foi estabelecida pelo seu fundador, conservando sempre o espírito das Sagradas Escrituras, a paixão evangelística e a preparação integral dos ministros da Igreja do Nazareno do Brasil.